quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

MARIA CEBOLA- VANDA LÚCIA DA COSTA SALLES - LITERATURA INFANTO-JUVENIL






VEM AÍ, MARIA CEBOLA- NOVO LIVRO INFANTO-JUVENIL DE VANDA LÚCIA DA COSTA SALLES

À VENDA NA GALERIA D'ARTE VANDA SALLES

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

POEMA DE VIDA E COR- VANDA LÚCIA DA COSTA SALLES





POEMA DE VIDA E COR



dia a dia constrói sua teia, nem sempre
a mesma teia, porém
outra translúcida a anunciar
haver cor na lucidez do dia... observo muda, estupefata até!

sabemos do tempo: a vida e eu.
em momento algum, o tempo nota
o meu sorriso,
mas a natureza fala a todos nós. calma, com todo seu esplendor!

os pássaros sobrevoam em revoadas, afoitos vão e vêm...
de onde estou, capto as gargalhadas das raparigas andejas...
tudo é tão incerto, penso
nada sei do imprevisto.

quero falar de Huidobro, de um seu poema qualquer...
entretanto, esqueço a voz
em algum canto desse corpo úmido de poeta em transe
será que a loucura domina o espaço do ser?   louco sou?

a vida inteira quis viver!...


sábado, 14 de dezembro de 2019

COM O SOL NAS FACES- VANDA LÚCIA DA COSTA SALLES








COM O SOL NAS FACES



vivo o dia que se apresenta... E nos ilumina!
Como pode alguns desumanizar a vida?
ousar destruir os sonhos... as utopias...

com o sol nas faces vivo...  Viver é imensa poesia!...

sábado, 23 de novembro de 2019

ANTOLOGIA VIOLETA PARRA- POR XABIER SUSPERREGY- PAÍSES VASCO- COM PARTICIPAÇÃO DE VANDA LÚCIA DA COSTA SALLES E DEMAIS ESCRITORES E ARTISTAS PLÁSTICOS DO MUNDO...



POR² BIBLIOTECA DE LAS GRANDES NACIONES
CALAMEO.COM

https://www.calameo.com/books/00465


MUSICA I

o povo luta
dia a dia trabalha, dança,
junta, debulha, planta
os frutos da terra

sincera ejusta a vida trazes nas mãos
,
por que choras, ó meu amor?!
se o canto dedilhado na viola
é pássaro a voar!...

e se vivo e canto em uníssono
a mesma canção
que um dia entoaste
é porque a arte nos abençoa no tempo,
isso basta.

não entristeçais amor,
cate, cante,
a primvera chegou!...



quarta-feira, 13 de novembro de 2019

QUANDO EM PARIS!... - POESIA DE VANDA LÚCIA DA COSTA SALLES




QUANDO EM PARIS!...


                       Vanda Lúcia da Costa Salles

quarenta e cinco anos em desejos!...
mas,
setembro brotou, e eu?
Vi e vivi, esgarcei os lilases... ruas, metrô, monumentos, os
                                                                     odores de lavandas e violetas!



Dois livros deixei...
um outro iniciei...
duas amigas revi...
e o povo nas ruas a dar o tom...


é muito bom almoçar em um parque...
sem pudor,
olhar o pôr do sol nas margens do sena!...


uma pena, meu livro e maleta desviados, perdidos,
naquele chateau tão distante daqui... doendo em minha memória!...